videoativismo Tag

12 set Semana de videoativismo na Cracolândia, São Paulo

A região da Cracolândia em São Paulo vem sofrendo uma série de ações do poder público, que segundo moradores e organizações locais, tem resultado em abuso de poder por parte da GCM e polícia militar, e obviamente violações de direitos humanos. A convite das organizações Fórum Mundarel e Craco Resiste, estamos preparando essa semana de atividades que serão realizadas na região, no sentido de instrumentalizar defensores de direitos, coletivos de comunicação e moradores, para usarem seus celulares e câmeras para documentação dessas violências rotineiras que ocorrem na região. Para saber mais da situação de violência do estado na Cracolândia leia nosso artigo passado aqui. A #SemanaDeVideoativismo na Cracolândia será realizada de 20 a 23 de setembro e contará com diversas atividades voltadas para moradores e organizações locais e também atividades culturais abertas ao público em geral. Veja a programação abaixo a confirmar. SEMANA DE VIDEOATIVISMO NA CRACOLANDIA – SP – setembro – 20 a 23 20/09 – QUINTA 19h-22h Oficina VideoAtivismo – o uso do vídeo na luta social Práticas de captura, arquivamento e uso de vídeos para documentação de direitos humanos. Atividades práticas de gravação e edição com celulares. 21/09 – SEXTA 19h-21h OFICINA Video Com Celulares / para moradores Arquivamento e arquivamento de memórias coletivas através do celular. Estimular a capacidade de refletir sobre o território e colocar sentidos de pertencimento coletivo na produção audiovisual. 22/09 – SABADO 17-22h Local: Praça General Osório SLAM da Craco + Programação cultural + MOSTRA DE FILMES curta-metragens e debate com realizadores que usam o audiovisual na luta popular, sobre soberania audiovisual, sobre

READ MORE

25 maio Rocheda: Encontro de Videoativismo do Ceará

WITNESS participa da palestra de abertura do Rocheda – Encontro de vídeoativistas do Ceará com o tema Videoativismo: o uso do vídeo nas lutas sociais. A atividade acontece nesta sexta-feira (26) no auditório do Porto Iracema das Artes às 19 horas e também conta com a participação do coletivo Nigéria, produtora audiovisual com sete anos de atuação na produção de documentários, reportagens e campanhas. De acordo com o jornalista Roger Pires, do Coletivo Nigéria, as inscrições para o encontro Rocheda já estão encerradas, mas a mesa, aberta ao público, é a oportunidade para “pessoas que tem interesse em vídeo, mas que não tem uma atuação ainda”. Durante o evento de abertura, vai ser apresentado a proposta de formação de uma rede com empréstimo de equipamentos e fundo rotativo solidário para viabilizar novas produções audiovisuais no Ceará. Roger explica: “A gente quer juntar essa galera para produzir junto e trazer um pouco de formação em duas pegadas que a Witness traz muito bem: uma é do vídeo advocacy, ou seja, o vídeo como ação transformadora e a outra é o vídeo como prova, usar vídeos em registro de violações de direitos humanos de agressões em processos judiciais mesmo”. Rocheda O encontro de dois dias para coletivos e indivíduos que já atuam com videoativismo traz espaços de formação com Victor Ribeiro, troca de experiências entre os projetos, projeção das produções já realizadas e planejamento da rede de produção local. Roger explica a origem da ideia: “Surgiu de um mapeamento que a Nigéria vem fazendo de coletivos e indivíduos que estão produzindo vídeos,

READ MORE

10 set Cobrindo protestos com câmeras 360°

Sempre dizemos que a polícia se comporta diferente na frente das câmeras. Com a câmera 360°, que permite que você registre todos acontecimentos ao redor do equipamento, policiais violentos terão que tomar cuidado com o que fazem atrás das câmeras também. Mas quais são os riscos para ativistas?

READ MORE