Press

16 fev Eric Garner e Pedro Gonzaga: 2 homens negros enforcados diante das câmeras

O que Eric Garner de Nova York tem a ver com Pedro Henrique Gonzaga do Rio de Janeiro? Vito Ribeiro – Program Manager WITNESS Brasil Dia 14 de fevereiro mais um vídeo gravado por celular viralizou nas redes sociais e indignou a população do Rio de Janeiro. Nele se vê um segurança particular do Supermercado Extra – Barra da Tijuca (rede de supermercados que pertence ao Grupo Pão de Açúcar) cometendo um assassinato brutal diante dos clientes e funcionários do mercado. Pedro Henrique Gonzaga de 19 anos, ainda foi socorrido no próprio chão do mercado Extra, que segundo sua mãe e seu padrasto em depoimento à delegacia: “teria problemas mentais e era usuário de drogas”. Pedro não resistiu ao tempo de sufocamento a que foi submetido pelo segurança, e morreu de parada respiratória ao chegar no hospital. O assassino, Davi Ricardo Moreira trabalha para a empresa de segurança privada Group Protection, que presta serviço a diversos estabelecimentos da cidade, foi preso em flagrante no mesmo dia, mas a noite foi liberado após pagar fiança. A empresa alegou que o jovem estava tentando roubar o mercado e na luta corporal com o segurança teria tentado retirar a arma do funcionário. Fato que até agora não se comprovou nem pelos vídeos que foram divulgados, nem pelos primeiros depoimentos coletados em sede policial. O caso nos remeteu diretamente ao assassinato de Eric Garner 43 anos, que em 2014 foi enforcado por um policial em Staten Island – Nova York até a morte. Eric foi acusado de estar vendendo cigarros a varejo na rua, e quando

READ MORE

01 nov Witness Brasil lança o Guia de Arquivamento de Vídeos Para Ativistas no Rio de Janeiro

Versão em português do Guia de Arquivamento de Vídeos foi lançada no Rio de Janeiro, em evento no Arquivo Nacional que celebra o Dia Mundial do Patrimônio Audiovisual da UNESCO No dia em que diversas organizações de arquivamento e acervo audiovisual celebram o Dia Mundial do Patrimônio Audiovisual, a WITNESS, Arquivo Nacional, Via 78 e Associação Brasileira de Preservação Audiovisual, lançaram a versão em português e impressa do material que tem por objetivo facilitar o acesso às práticas de preservação e arquivamento video em longo prazo. Para um uso ativista e pela luta por justiça social. Este guia dá informações completas e de maneira simplificada, sobre como gerir volumes de arquivos digitais, organizar e acessar, considerando a profusão de imagens que surgem todos os dias, derivadas de filmagens amadoras, geralmente com celulares, que denunciam a violência do estado contra os povos nas favelas, no campo, nas aldeias e comunidades originárias. Cada vez mais o celular se torna uma ferramenta essencial para denunciar ataques do estado e da polícia contra o povo, e por sua onipresença no bolso das pessoas, é capaz de gerar um sem número de arquivos, que necessitam de qualificação, verificação e arquivamento, quando seu uso almeja a justiça e reparação às vítimas. Vídeos de violações de direitos, quando cumprem cuidados de verificação, manutenção e arquivamento, podem ser usados em tribunais como provas, por organizações e advogados de direitos humanos. Em muitos casos, são os metadados (informações agregadas aos arquivos digitais pelo próprio dispositivo) que asseguram e verificação a autenticidade de um video em um julgamento. Em outros

READ MORE